Lula sobre golpe: “A única coisa que eu temo é o povo não me eleger”

Candidato do PT disse não temer a possibilidade de o presidente Jair Bolsonaro questionar as eleições e tentar impedir sua eventual posse

atualizado 01/10/2022 23:00

Fábio Vieira/Metrópoles

São PauloLuiz Inácio Lula da Silva (PT) comentou neste sábado (1º/10) a possibilidade de o presidente Jair Messias Bolsonaro contestar as eleições 2022, caso o petista seja eleito. Lula foi questionado durante coletiva de imprensa, em São Paulo, se temia um cenário em que o principal adversário tentasse “impedir sua posse”.

“Eu não temo nada. A única coisa que eu temo é o povo não me eleger. Mas se o povo não me eleger haverá posse e haverá tudo mais que eu tenho prometido”, respondeu Lula.

O candidato à Presidência da República afirmou que está “otimista” com a vitória no primeiro turno. No entanto, prometeu fazer na noite de domingo (2/10) uma comemoração na Avenida Paulista, na capital de São Paulo, mesmo se a disputa for para o segundo turno.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
Publicidade do parceiro Metrópoles 7
Publicidade do parceiro Metrópoles 8
Publicidade do parceiro Metrópoles 9
Publicidade do parceiro Metrópoles 10
0

Fim do primeiro turno

O candidato do PT à Presidência concedeu uma coletiva de imprensa na tarde deste sábado (1º/10), no Novotel Jaraguá, localizado na região central da capital paulista.

Lula fez um discurso para marcar o encerramento dessa etapa da campanha. Durante sua fala, destacou a aliança com Geraldo Alckmin (PSB) e fez elogios para a socióloga Rosângela Silva, a Janja, sua esposa.

Pecado e condenação

Por outro lado, não poupou seu oponente Bolsonaro. “Este país não merecia ter passado pelo que passou. Este país não merecia o sofrimento a que ele foi submetido por ganância, por raiva, por ódio, por preconceito, pela prática do racismo”, afirmou.

Presidente, governador, deputado e senador: veja quem são os candidatos nas Eleições 2022

O ex-presidente continuou a se referir ao candidato à reeleição: “Por mais que a gente tenha cometido um pecado, a gente não merecia ter sido condenado ganhando esse Bolsonaro como presidente da República do Brasil”.

Mais lidas
Últimas notícias