Lotérica é alvo de operação por desviar R$ 19 milhões de auxílio emergencial

A Justiça Federal determinou o bloqueio de bens e valores até o limite do montante suspeito de ter sido desviado

atualizado 28/09/2021 15:51

Uma agência lotérica é acusada de ter desviado cerca de R$ 19 milhões que serviriam para pagamento do auxílio emergencial, em Belém, capital do Pará, segundo a Polícia Federal. Na segunda-feira (27/9), agentes da entidade cumpriram mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva, como parte da Operação Thesaurus, que investiga a movimentação financeira do local.

A polícia informou que a Justiça Federal determinou o bloqueio de bens e valores até o limite do montante suspeito de ter sido desviado. As investigações mostram que a agência lotérica solicitou à Caixa Econômica Federal suprimentos extraordinários em mais de R$ 19 milhões para pagamento do auxílio emergencial entre os meses de abril e julho de 2020. A lotérica, entretanto, não prestou contas da quantia recebida.

De acordo com o UOL, a quantia seria suficiente para pagar mais de 30 mil cotas de auxílio emergencial. A polícia segue com as investigações e, se a hipótese criminal for confirmada, os envolvidos serão indiciados pelos delitos de peculato e lavagem de capitais.

O auxílio emergencial começou com o valor de R$ 600, em cinco parcelas, e beneficiou cerca de 66 milhões de brasileiros no ano passado. Em setembro de 2020, o programa foi estendido para mais até quatro parcelas, de R$ 300, e atendeu aproximadamente 42 milhões de pessoas. Em 2021, ele foi estendido novamente, com valores variando entre R$ 175 e R$ 375.

Mesmo assim, o Brasil alcançou o recorde de extrema pobreza em maio deste ano, com 14,5 milhões de famílias na miséria.

Mais lidas
Últimas notícias