Líder do Molejo teria dito para MC Maylon “parar com pensamentos suicidas”

Funkeiro acusa vocalista da banda por estupro. O crime que teria ocorrido no dia 10 de dezembro, em um motel em Sulacap, zona oeste do Rio

atualizado 08/02/2021 18:05

Instagram/Reprodução

Rio de Janeiro – Segundo o depoimento prestado na última sexta-feira (5/2), na 33ª DP (Realengo), o vocalista da banda de pagode Molejo, Anderson Leonardo, teria dado conselhos para o dançarino Maylon Douglas Pinto de Nascimento Adão, o MC Maylon, de 21 anos, “parar com pensamentos suicidas”.

Anderson relatou que, em algum momento do período em que eram considerados amigos, chegou a conversar a sós com Maylon sobre depressão e que o pagodeiro teria dado orientação ao rapaz.

O dançarino e funkeiro acusa Anderson Leonardo de estupro, crime que teria ocorrido no dia 11 de dezembro do ano passado, em um motel de Sulacap, zona oeste do Rio de Janeiro. O cantor nega que tenha estuprado o jovem, mas admite que houve sexo de “maneira consensual”.

0

No depoimento, o pagodeiro contou ao delegado Reginaldo Guilherme, titular da 33ª DP (Realengo), que combinou, “com aproximadamente 24 horas de antecedência”, o encontro com Maylon no motel.

A polícia espera, para o início desta semana, receber as imagens do circuito interno do motel onde Anderson Leonardo e MC Maylon estiveram. O gerente e um funcionário do estabelecimento em Sulacap vão prestar depoimento na tarde desta terça-feira (9/2).

Últimas notícias