TSE pode julgar na sexta-feira (31) o registro de candidatura de Lula

Motivação é o início da propaganda eleitoral no rádio e na televisão para o cargo, que começará no mesmo dia

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 29/08/2018 21:05

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve convocar para esta sexta-feira (31/8) uma sessão extraordinária da Corte para analisar os últimos pedidos de registros de candidaturas para a Presidência da República nas eleições de outubro. A motivação é o início da propaganda eleitoral no rádio e na televisão para o cargo, marcada para começar no mesmo dia.

Na sessão, pode ser julgado o pedido de registro do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No entanto, a pauta ainda não foi confirmada.

Lula está preso desde 7 de abril na sede da Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba (PR), em razão de sua condenação a 12 anos e 1 mês de prisão, na ação penal sobre o caso do triplex no Guarujá (SP).

Em tese, o ex-presidente estaria enquadrado em artigo da Lei da Ficha Limpa que impede a candidatura de condenados por órgãos colegiados. No entanto, o pedido de registro e a possível inelegibilidade precisam ser analisados pelo TSE até 17 de setembro.

Últimas notícias