TRT determina à Petrobras suspender demissões em subsidiária

A decisão vale até o dia 6 de março, quando haverá outra tentativa de acordo. Os sindicalistas prometeram cessar o movimento grevista

atualizado 18/02/2020 21:35

Michael Melo/Metrópoles

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 9ª Região determinou nesta terça-feira (18/02/2020) a suspensão da demissão dos trabalhadores da Araucária Nitrogenados (Ansa), subsidiária da Petrobras na Região Metropolitana de Curitiba (PR). As informações são do G1.

A desembargadora Rosalie Michaele Bacila Batista tomou a decisão diante do impasse entre as partes na audiência de conciliação. A determinação vale até o próximo dia 6 de março, quando haverá uma nova tentativa de acordo.

A partir dessa decisão, os sindicalistas também se comprometeram cessar o movimento grevista. A paralisação foi considerada ilegal pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST).

A empresa
A Ansa anunciou, em 14 de janeiro, a “hibernação” da unidade depois de encerrar as tentativas de vender a fábrica. Conforme a empresa, 396 funcionários devem ser demitidos até abril. Até sexta-feira (14/02/2020), 144 haviam sido desligados.

Petroleiros
O diretor de imprensa e comunicação da Federação Única dos Petroleiros (FUP), Gerson Castellano, defendeu a posição da Justiça. “A gente avalia que foi muito boa a decisão, muito responsável, uma vez que cessou esse processo de demissões”, afirmou.

Ele explica que essa decisão será levada à categoria no Paraná em uma assembleia, prevista para esta quinta-feira (20/02/2020), com um indicativo de suspensão da greve. “Como diretor da FUP, vou levar isso ao conselho nacional, que deve encaminhar a suspensão ou não do movimento [nacional]. Entendo que a gente está atingindo o principal pleito e que provavelmente suspenderemos a greve”, relatou.

Últimas notícias