*
 

O desembargador do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) Abel Gomes barrou nesta terça-feira (12/6) manobra da juíza substituta Caroline Vieira para assumir os processos de Marcelo Bretas. Como informa a GloboNews.

A ação da juíza pretendia dividir os processos entre ela e Bretas de acordo com decisão do Conselho da Justiça Federal. O consenso diz que os processos deveriam ser enumerados: os pares seriam de responsabilidade de Marcelo Bretas e, os impares, de Caroline Vieira. Por essa fórmula, o processo de numero 1 da operação Lava Jato ficaria a cargo da magistrada.

Ainda segundo a Globonews, o desembargador Abel Gomes afirmou ter ficado “perplexo” com o pedido da magistrada e pediu explicação em 72h. O prazo vence na quinta-feira (14). Gomes ainda reafirmou a autoridade de Marcelo Bretas sobre os processos e, também, criticou Caroline por basear seu pedido em critérios administrativos e não jurídicos.

 

 

 

COMENTE

Lava JatoMarcelo BretasTRF-2
comunicar erro à redação

Leia mais: Justiça