*
 

Após a Controladoria-Geral da União (CGU) e a Advocacia-Geral da União (AGU) assinarem acordo de leniência com a Odebrecht, o Tribunal de Contas da União (TCU) contestará o acordo. As informações foram divulgadas pelo jornal O Globo.

De acordo com a reportagem, o tribunal não foi ouvido antes e deve questionar os termos combinados. Diante disso, o acordo pode ser alterado. O tema será levado à sessão pública da Corte na quarta-feira (11/7). Normalmente, assuntos como esse são tratados em esferas fechadas.

O anúncio do acordo de leniência, que não passou pela aprovação do TCU, causou irritação ao tribunal, informou o jornal carioca. O ministro relator do caso, Bruno Dantas, prepara contestação a ser apreciada pelos demais ministros em dois dias.