*
 

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta segunda-feira (13/11), a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), que a Polícia Federal encaminhe os áudios da interceptação telefônica realizada no período de 6 a 22 de maio em investigação contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG). A informação é da revista Época.

A ação é decorrente do acordo de delação premiada dos donos e executivos do grupo J&F. O material, segundo a PGR, ainda não foi anexado pela polícia à ação cautelar relacionada a essa apuração. O intervalo da escuta inclui o dia 18 de maio, quando foi deflagrada a Operação Patmos.

Em conversa mantida com Joesley, o senador Aécio Neves (PSDB) pediu R$ 2 milhões ao empresário, sob a justificativa de que precisava da quantia para pagar despesas com sua defesa na Operação Lava Jato. “Se for o Fred, eu ponho um menino meu, se for você, sou eu. Eu só faço desse jeito, entre dois, só dá pra ser entre dois”, diz Joesley sobre a entrega da quantia.

 

 

COMENTE

STFpgrAécio Nevesdelação premiadajbs
comunicar erro à redação