*
 

Em manifestação enviada nesta terça-feira (10/4) ao Supremo Tribunal Federal (STF), a procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, pede à Corte prioridade no julgamento da ação penal contra o deputado federal Nelson Meurer (PP-PR) no âmbito da Operação Lava Jato.

Segundo a acusação, o parlamentar recebeu, entre 2006 e 2014, R$ 357 milhões repassados pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, por meio do doleiro Alberto Yousseff. Segundo a PGR, Meurer praticou corrupção por bancar a indicação de Costa na estatal e permitir os esquemas de corrupção em benefício do PP. Com a ajuda de seus filhos, Nelson Meurer Júnior e Cristiano Augusto Meurer, ele teria recebido parte das vantagens indevidas.

 

COMENTE

STFnelson meurerRaquel Dodge
comunicar erro à redação

Leia mais: Justiça