*
 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) terá até as 17h desta sexta-feira (6/4) para se entregar voluntariamente à Polícia Federal em Curitiba, conforme determinou o juiz Sérgio Moro. Em decisão expedida nesta quinta (5), autorizando a prisão do petista, o magistrado justificou a medida “em atenção à dignidade do cargo que ocupou”.

No documento, Moro estabelece ainda que está vedada a utilização de algemas “em qualquer hipótese”. Os detalhes da apresentação, segundo o juiz, deverão ser combinados entre a defesa do ex-presidente e o superintendente da PF no Paraná, Maurício Valeixo.

Ao se entregar, Lula deverá ocupar uma sala reservada, semelhante à Sala do Estado Maior, na própria Superintendência da PF em Curitiba. Nela, o ex-presidente permanecerá, por motivo de segurança, separado dos demais presos.

 

 

COMENTE

lulasérgio moroprisão de Lula
comunicar erro à redação

Leia mais: Justiça