*
 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso conseguiu arrancar risadas durante o tenso julgamento sobre a constitucionalidade de leis estaduais que proíbem aplicativos de transporte como o Uber, nesta quinta-feira (6/12). Em seu voto, favorável à liberação dos motoristas autônomos, Barroso utilizou o Tinder (aplicativo de paquera) como exemplo do uso da tecnologia. Mas quis deixar claro para a patroa que só ouviu falar. São informações da coluna BR18, do Estado de S.Paulo.

“Os mais jovens e solteiros usam um tal de Tinder também, mas, infelizmente, eu estou fora desse mercado, ou felizmente, porque sou muito bem casado”, disse Barroso. O julgamento foi suspenso porque o ministro Ricardo Lewandowski pediu vista.