Justiça julga militares por morte de músico com 80 tiros no Rio

Julgamento ocorrerá nesta quarta-feira (13/10). A ação penal tramita na 1ª Auditoria Militar, da 1ª Circunscrição Judiciária Militar

atualizado 12/10/2021 10:58

Facebook/Reprodução

Os 12 militares envolvidos nas mortes do músico Evaldo Rosa e do catador Luciano Macedo serão julgados pela Justiça Militar da União (JMU) na manhã desta quarta-feira (13/10).

O caso ocorreu na Estrada do Cambotá, em Guadalupe, no Rio de Janeiro (RJ), em abril de 2019. Durante a ação, os acusados dispararam 257 tiros contra o carro da família Rosa. Eles respondem por dois homicídios qualificados, duas tentativas de homicídio e omissão de socorro.

O episódio ficou conhecido como caso dos “80 tiros“, em referência ao número de balas que atingiu o carro em que estava Evaldo dos Santos e a família dele.

Leia a matéria completa no site O São Gonçalo, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias