Investigado por desvios milionários, cunhado de Roseana Sarney é solto

Ex-secretário de Saúde do Maranhão, Ricardo Murad havia sido preso na última quinta-feira (18/10) em operação da Polícia Federal

atualizado 22/10/2018 14:35

Reprodução

O ex-secretário de Saúde do Maranhão, Ricardo Murad, foi solto neste domingo (21/10) após passar três dias preso sob acusação de participar de um esquema de desvio de R$ 2 milhões do sistema de saúde estadual, no período de 2011 a 2013. A prisão ocorreu no âmbito da Operação Sermão aos Peixes. A soltura ocorreu por força de um habeas corpus concedido pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) no sábado (20).

Murad é cunhado da ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney. De acordo com as investigações, o ex-secretário teria usado a verba desviada para financiar a publicação de matérias em blogs, sites e jornais de São Luís e de Imperatriz.

Nas investigações da operação Abscondito II, a Polícia Federal apura também o possível o vazamento da primeira fase da Operação Sermão aos Peixes reunindo elementos indicadores de que membros da organização criminosa investigada atuaram para cooptar servidores públicos de modo a obter informações privilegiadas sobre a investigação.

Os outros sete presos durante a operação devem ser soltos ainda nesta segunda. São eles: Emilio Borges, Flávia Georgia, Justino Oliveira Filho, Luciano Almeida, Maria da Conceição, Plinio Medeiros e Waldeney Francisco. O grupo está preso no Sistema Penitenciário de Pedrinhas.

Últimas notícias