Homem fica três meses preso injustamente e contrai Covid-19 na cadeia

Acácio José Nonato Blanc estava detido acusado de um crime do qual foi absolvido, ocorrido em 2017. TJMG reconhece erro na prisão

atualizado 10/05/2021 18:30

Preso por enganoArquivo pessoal

Preso injustamente por quase três meses, um homem de 52 anos contraiu Covid-19 no período em que se encontrava recluso. Acácio José Nonato Blanc estava detido acusado de um crime do qual foi absolvido, ocorrido em 2017. São informações do UOL.

Segundo a reportagem, Acácio foi detido em uma blitz em Belo Horizonte (MG), após agentes encontrarem um processo em aberto contra ele. Tratava-se de uma denúncia de lesão corporal cometida contra a própria mãe.

Ocorre, no entanto, que a acusação contra o homem já havia sido retirada. Uma falha no sistema da Justiça de Minas Gerais continuou registrando que o caso estava em aberto e, por isso, ele foi preso. A liberação do zelador só ocorreu na última sexta-feira (7/5).

Durante sua prisão, Acácio foi infectado pelo novo coronavírus e perdeu o emprego. Ao portal, o advogado de defesa do homem afirmou que Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) reconheceu e identificou o erro na detenção do zelador.

Últimas notícias