*
 

O depoimento de um ex-secretário de Fazenda do Rio de Janeiro à Justiça Federal fluminense foi interrompido pelo “Gemidão do WhatsApp”. No momento da pegadinha, Sebastião Rodrigues Neto era ouvido como testemunha de defesa no processo que acusa o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) de desvios milionários.

Em um vídeo gravado por câmera oficial que registra a audiência, é possível ver que uma mulher manuseia um celular e, pouco depois, pode-se ouvir o áudio. O “Gemidão do WhatsApp” é uma brincadeira na qual a pessoa recebe um arquivo aparentemente sério e é surpreendida por gritos.

Na audiência desta segunda (13), também foram ouvidos como testemunhas o ex-secretário de Fazenda do Rio Júlio Bueno e o atual titular da Secretaria de Transporte, Rodrigo Vieira.

 

 

COMENTE

JustiçaSérgio Cabralgemidão do whatsapp
comunicar erro à redação