Dias Toffoli abre inquérito para investigar fake news contra o STF

Segundo presidente da Corte, a honra dos ministros é ferida com "notícias fraudulentas". O ministro Alexandre de Moraes será o relator

Daniel Ferreira/MetrópolesDaniel Ferreira/Metrópoles

atualizado 14/03/2019 16:17

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, iniciou a sessão plenária desta quinta-feira (14/3) com o anúncio da abertura de um inquérito criminal para apurar ameaças e notícias falsas contra a Corte. O ministro Alexandre de Moraes será o relator dessa ação.

“Considerando as resistências de noticias fraudulentas, conhecidas como fake news, ameaças e infrações revestidas de ânimos caluniantes, que atingem a honrabilidade e segurança do STF, de seus membros e familiares, resolvo instalar um inquérito criminal para apurar fatos em toda a sua dimensão”, afirmou Toffoli.

Na quarta-feira (13), o presidente do STF já tinha se manifestado sobre ataques contra o Judiciário. Segundo o ministro, “a calúnia, a difamação e a injúria não serão admitidas”. Ele destacou ainda que é preciso repudiar ataques ao Poder Judiciário, “que honra esse país de maneira competente”.

Últimas notícias