metropoles.com

Covid-19: Justiça concede prisão domiciliar a Roger Abdelmassih

O ex-médico condenado a 81 anos de prisão por estupros tem 76 anos e, por isso, se enquadra no grupo de risco do coronavírus

atualizado

Compartilhar notícia

A juíza Sueli Zeraik de Oliveira Armani, da Justiça de São Paulo, decidiu, nesta terça-feira (14/04), conceder prisão domiciliar ao ex-médico Roger Abdelmassih. Com 76 anos, ele faz parte do grupo de risco para o contágio do novo coronavírus.

“As medidas previstas nesta recomendação deverão vigorar pelo prazo de noventa dias, avaliando-se posteriormente a possibilidade de prorrogação”, diz a sentença da magistrada.

Abdelmassih está preso na Penitenciária Dois de Tremembé, no interior de São Paulo. Ele deve ser liberado nas próximas 48 horas.

Em contrapartida à prisão domiciliar, a juíza estabeleceu medidas cautelares a serem cumpridas pelo ex-médico.

São elas:

  • Não se ausentar da residência a não ser mediante prévia autorização judicial, exceto para tratamento médico e hospitalar, incluindo-se consultas, exames e internações, o que deverá ser comprovado nos autos imediatamente após, através de documentação hábil;
  • Não mudar da Comarca ou residência sem prévia comunicação ao Juízo;
  • Comparecimento em Juízo sempre que solicitado.

Pela falta de equipamentos, Abdelmassih não vai precisar usar tornozeleira eletrônica.

Ele foi condenado a 181 anos de prisão por 48 estupros em 37 pacientes em sua clínica de reprodução assistida.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações