Jovem empurrado de sacada em Caldas Novas recebe alta e volta para casa

Luiz Henrique Romano, 22 anos, recebeu alta na manhã desta quinta-feira (7/1). Ele passou por cirurgia na mandíbula e colocou nove pinos

atualizado 07/01/2021 13:14

Jovem empurrado de sacada em Caldas NovasReprodução/Vídeo

O jovem Luiz Henrique Romano (foto em destaque), 22 anos, recebeu alta do Hospital Nossa Senhora Aparecida, em Caldas Novas (GO), depois de 15 dias internado, após ser empurrado de uma sacada durante uma festa na véspera de Natal, no município goiano.

A informação foi confirmada ao Metrópoles, na manhã desta quinta-feira (7/1), pela mãe do rapaz,  a professora Karina Romano.

Uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) móvel, levou a vítima até a cidade onde mora a família, em Morrinhos (GO).

Assista ao vídeo:

Luiz Henrique passou por uma cirurgia na mandíbula na quarta-feira (6/1). Anteriormente, o procedimento havia sido confirmado para esta quinta, no entanto, foi antecipado.

Segundo Karina, o filho tem quadro de saúde estável. “Não teve nenhuma intercorrência na cirurgia. Ele colocou nove pinos na mandíbula e está só com dificuldade para falar, mas tudo conforme previsto.”

Ainda segundo a mãe, o médico deu alta para que Luiz volte para casa. “Caso qualquer coisa aconteça, voltamos ao hospital. Estou esperançosa com a recuperação. O carinho de mãe e pai foi muito importante para ele”, afirma Karina.

No domingo (3/1), ainda internado, o rapaz enviou um vídeo para a família onde comemorou a evolução no quadro de saúde e disse que está melhorando e que “logo estarei com vocês”. Ele também deu “Graças a Deus”, por ter saído da UTI.

Veja, abaixo, o vídeo gravado pelo rapaz:

Na segunda-feira (4/1), em novo vídeo, Luiz também agradeceu as orações realizadas em seu nome e pediu Justiça para que todos os envolvidos sejam devidamente punidos pelos seus atos.

Confira:

O caso

O estudante ficou 11 dias internado na UTI, em estado grave, após ter sido empurrado de uma piscina, na sacada de um sobrado, em condomínio de Caldas Novas. O crime ocorreu durante uma festa, na madrugada da véspera de Natal (24/12). Na ocasião, Luiz caiu de uma altura de 5 metros e sofreu múltiplas fraturas.

O homem que teria empurrado Luiz Henrique segue em liberdade. Sérgio Reis de Oliveira Júnior se apresentou à 19ª Delegacia de Polícia de Caldas Novas, onde teria admitido que empurrou a vítima durante uma briga, mas sem a intenção de matar. Por não se tratar de situação de flagrante, o investigado foi solto e responderá, até decisão judicial, em liberdade.

Sérgio também é suspeito de ter participado da morte do ex-secretário de Infraestrutura do Goiás, Luiz Darlan Alkimin de Oliveira, 52. O agropecuarista morreu no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em janeiro de 2017, oito dias após ser baleado em sua fazenda, em Goiânia.

0

De acordo com o advogado de Luiz, Murilo Falone, a defesa do jovem reuniu “uma série de novas informações sobre a vida pregressa e desequilibrada do acusado” e irá repassar as provas para a PCGO. O defensor, contudo, ainda não informou quais são essas novas evidências contra o suspeito.

“Lutaremos para que o delegado peça, nesta semana, a prisão cautelar, tendo em vista que o acusado não pode viver em sociedade como já foi amplamente comprovado”, afirmou.

A agressão ao estudante é apurada pela polícia como tentativa de homicídio. Até a última atualização desta matéria, o Metrópoles não havia localizado a defesa de Sérgio. O espaço segue aberto para manifestações posteriores.

Assista ao vídeo das imagens de segurança do imóvel:

 

 

Mais lidas
Últimas notícias