*
 

“Estou sem renda, na mais absoluta penúria”. A declaração de pobreza do ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB) animou a internet. Em depoimento prestado nesta segunda-feira (6/11), na 10ª Vara Federal de Brasília, o ex-presidente da Câmara dos Deputados garantiu não ter nem dinheiro para pagar os honorários advocatícios de seus defensores.

Segundo ele, os advogados estariam trabalhando de graça e receberiam futuramente. O ex-parlamentar teve os bens bloqueados judicialmente em outubro de 2016. A decisão foi do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

A medida também se aplica ao patrimônio da esposa de Cunha, Cláudia Cruz. Entre os bens indisponíveis estão imóveis, veículos, ativos financeiros e ações do ex-parlamentar.

Confira as principais reações: 

 

 

 

 

 

COMENTE

Lava JatoEduardo Cunhapobrezadepoimento
comunicar erro à redação