Dez pessoas morreram e quatro ficaram feridas em um incêndio de grandes proporções no Centro de Treinamento do Flamengo, em Vargem Grande, no Rio de Janeiro. As chamas começaram na madrugada desta sexta-feira (8/2), por volta das 5h. A maioria dos mortos é de jogadores da base do time carioca.

O local foi completamente consumido pelo fogo. Entre os feridos, está uma pessoa em estado grave. As vítimas encaminhadas ao hospital foram identificadas como Cauã Emanoel Gomes Nunes, de 14 anos, Francisco Diogo Bento Alves e Jonathan Cruz Ventura — as idades não foram informadas. Cauã é de Fortaleza e está há três anos no Rio.

De acordo com as primeiras informações, o alojamento onde ficavam atletas da base cujas famílias moravam longe ou fora do Rio de Janeiro foi totalmente destruído pelas chamas. Os jogadores têm entre 14 e 17 anos.

 

Não se sabe ainda as circunstâncias do incêndio. Com base em informações do Corpo de Bombeiros, as chamas foram controladas por volta das 7h30, depois de mais de duas horas de fogo.

“A gente tem o local, que é o alojamento, onde os jogadores da base do Flamengo dormiam. A identificação das vítimas é feita posteriormente pela Polícia Civil”, disse o tenente coronel do Corpo de Bombeiros Douglas Henaut, em entrevista à TV Globo.

 

Solidariedade
Outros times brasileiros se solidarizam desde cedo com familiares das vítimas da tragédia. No Twitter, o Corinthians se manifestou e desejou força ao time, à torcida e às famílias dos atletas envolvidos. “Estamos em choque com o trágico incêndio no Ninho do Urubu. Neste momento de dor e luto, externamos toda a nossa solidariedade ao Flamengo, à torcida flamenguista e aos familiares e amigos das vítimas”.

O Botafogo também se manifestou logo cedo nas redes sociais e lamentou a tragédia. A hashtag #ForçaFlamengo é uma das mais comentadas até o momento no Twitter.

Além das equipes de futebol, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), e outros políticos, tanto da situação quanto da oposição, se manifestaram a respeito do incêndio.

 

Vídeo
Um vídeo gravado por moradores da região do acidente no Rio de Janeiro mostra cenas da tragédia que tirou a vida de ao menos 10 jogadores da base da equipe carioca. Veja:

 

Com informações da Agência Estado, Agência Brasil e Globonews