Incêndio em cadeia dentro de terra indígena deixa quatro mortos

Grupo havia sido preso pela segurança local, mas parte dele fugiu. Polícia do Rio Grande do Sul investiga se foi um incêndio criminoso

atualizado 21/04/2021 12:06

Incêndio na aldeia indígenaBruno Reinehr / Rádio Planalto / Divulgação Portal GZH

Um incêndio que ocorreu em uma cadeia localizada dentro de uma reserva indígena em Ronda Alta, na região norte do Rio Grande do Sul, deixou quatro pessoas mortas nesta quarta-feira (21/4). De acordo com o portal GHZ, a Polícia Civil informou que a prisão fica na comunidade Alto Recreio, na reserva da Serrinha.

A investigação suspeita de um incêndio criminoso, mas também aponta que, durante a madrugada, seis integrantes da aldeia estariam fazendo uma festa e bebendo dentro de uma residência. As autoridades da tribo chegaram a prender essas pessoas, mas duas conseguiram escapar.

“O Estatuto do Índio permite estas punições próprias, desde que não ultrapassem os limites da ética e que todos os direitos sejam assegurados”, disse o delegado Leandro Antunes, que é de Sarandi e responde por Ronda Alta, ao jornal.

Cerca de 1h da manhã, o corpo de bombeiros foi acionado por causa de um incêndio identificado no local. Depois que as chamas foram controladas, foram localizados os quatro corpos: três homens e uma mulher. As vítimas tinham entre 21 e 25 anos.

Apesar de os corpos já terem sido identificados, a perícia foi acionada para confirmar os nomes, além de investigar as possíveis causas do fogo. A Polícia Civil vai apurar o caso e busca testemunhas para depoimentos, além do cacique local.

 

Últimas notícias