Mentor: Metrópoles inscreve para programa de estágio em jornalismo

Projeto tem objetivo de potencializar a formação do estudante de jornalismo, de forma prática, integrando-o ao dia a dia da redação do site

atualizado 17/02/2021 14:08

Propaganda da chamada para as inscrições do Programa de Estágio do Metrópoles, o MentorReprodução/Arte/Metrópoles

O Metrópoles está com inscrições abertas para o seu recém-criado programa de estágio: o Mentor. O projeto tem por objetivo potencializar a formação do estudante de jornalismo, de forma prática, integrando-o ao dia a dia da redação do site.

A ideia do programa é complementar os conhecimentos adquiridos no curso acadêmico, priorizando os assuntos relacionados ao jornalismo digital. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail do Mentor ([email protected]).

Em 2021, o Mentor terá duas turmas, uma em cada semestre, com 10 vagas cada. As inscrições para a turma do primeiro semestre ficarão abertas até 23 de fevereiro.

Nesta primeira edição, serão admitidos graduandos matriculados entre o quinto e o oitavo semestre do curso de jornalismo de escolas do Distrito Federal. As aulas serão ministradas presencialmente, no turno vespertino, para que estudantes dos períodos matutino e noturno tenham a oportunidade de participar.

Os selecionados serão convocados para entrevista presencial, na qual serão analisadas competências como criatividade, boa comunicação, flexibilidade, capacidade de análise, relacionamento interpessoal, trabalho em equipe e disposição em aprender.

Ao fim da entrevista, o candidato fará uma redação para que sejam avaliados o conhecimento em língua portuguesa e criatividade. Os 10 selecionados ganharão contrato de estágio com o Metrópoles, pelo período de até 12 meses, podendo ser renovado. Os estagiários receberão bolsa-auxílio e vale-transporte.

As aulas do programa começam em março. Nas três primeiras semanas do curso, o grupo vai conhecer o funcionamento da redação, aprender os melhores protocolos de Search Engine Optimization (SEO), conversar com jornalistas sobre a experiência de produzir reportagens no dia a dia e matérias especiais, receber orientações sobre fotografia e vídeos, Lei de Acesso à Informação (LAI), além de dicas de português e estatística básica, entre outros temas.

Finalizada essa parte, os estagiários começarão a participar de oficinas de texto, com produção de material para ser divulgado no site, sob orientação personalizada de um editor. Após o período de imersão, cada participante será avaliado e distribuído para estagiar em uma das editorias do site.

Aposta em novos talentos

“Sabemos como é difícil ajudar na formação de novos talentos na correria do dia a dia de uma redação. E nos veículos digitais, com centenas de informações em tempo real, isso é mais difícil. O Metrópoles entendeu que é preciso investir nos universitários, oferecendo a eles a oportunidade de serem guiados por um editor exclusivo. Isso é muito importante. É uma aposta em ter futuros profissionais preparados para contribuir com um jornalismo de qualidade”, destaca Lilian Tahan, diretora-executiva do portal.

O Mentor será coordenado pela jornalista Maria Eugênia. A experiente profissional foi editora-chefe do Metrópoles por cinco anos. Ela se formou em jornalismo pelo Centro Universitário de Brasília (UniCeub), em 1988. Trabalhou também no Jornal de Brasília, no Correio Braziliense e na Band News FM, e foi coordenadora adjunta de Comunicação para a Copa do Mundo 2014, junto ao Governo do Distrito Federal (GDF).

No Metrópoles, Maria Eugênia liderou as equipes vencedoras de diversos prêmios nacionais e internacionais, como o Roche de Jornalismo em Saúde, Premio a la Excelencia Periodística, Troféu Mulher Imprensa e o CNT de Jornalismo.

De acordo com a editora, o programa visa aprimorar o desenvolvimento dos estudantes de jornalismo, preparando-os de forma prática para a redação. “Essa complementação da formação de novos profissionais gera benefícios para os estudantes, a empresa e o mercado de trabalho como um todo”, ressalta Maria Eugênia.

Metrópoles, uma história de sucesso

Desde a inauguração, em setembro de 2015, o Metrópoles venceu 96 troféus e certificados; 19 são internacionais. A equipe já levou 12 medalhas no prêmio The Best of Digital Design, organizado pela Society of News Design, ganhou seis categorias do Prêmio Policiais Federais e conquistou cinco CNTs e cinco Ñhs.

O portal foi o veículo de comunicação brasileiro mais premiado de 2020. No ranking organizado pelo Jornalistas & Cia, o portal com sede em Brasília está na primeira posição, seguido da Rede Globo e da Folha de S. Paulo. É a primeira vez que uma publicação de fora do eixo Rio-São Paulo lidera a pesquisa.

Metrópoles conquistou seis prêmios ao longo do período analisado no levantamento – entre os quais, o SIP (Cobertura de Notícias em Internet), com a reportagem Carros fortes, homens indefesos, e os prêmios Mulher Imprensa (reportagem com temática sobre mulheres) e Roche (Cobertura Diária), ambos com o projeto especial Elas por elas. A publicação também foi vencedora nos prêmios CNT (Internet), Policiais Federais (Web) e 99 (Categoria Única).

Além das premiações, o site teve 13 profissionais entre os mais premiados da história no Centro-Oeste. No ranking organizado pelo Jornalistas & Cia, em 2020, aparecem Lilian Tahan (7º lugar), Priscilla Borges (11º lugar), Saulo Araújo (17º), Leilane Menezes (28º), Michael Melo (37º), Olívia Meireles (45º), Saulo Marques (45º), Érica Montenegro (49º), Maria Eugênia (59º), Gui Prímola (60º), Manoela Alcântara (60º), Rafaela Felicciano (76º) e Juliana Contaifer (97º).

Para fazer o ranking, os organizadores listam 170 prêmios de jornalismo nacionais e internacionais, entre iniciativas extintas e ativas. Cada concurso dá de 100 a cinco pontos aos vencedores. Essa escala varia de acordo com o perfil da premiação (internacional, nacional, regional ou interno de veículo), tipo (por matérias jornalísticas, conjunto da obra ou votação direta) e temática (geral ou específica).

Últimas notícias