Após matéria do Metrópoles, suicídio de policiais entra na pauta da Feipol

A Federação Interestadual dos Policiais Civis das Regiões Centro-Oeste e Norte publicou uma nota elogiando a matéria Quando a Polícia Adoece

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 09/01/2019 12:48

A Federação Interestadual dos Policiais Civis das Regiões Centro-Oeste e Norte publicou uma nota elogiando a matéria Quando a Polícia Adoece, publicada no Metrópoles. Segundo a instituição, retratar de forma fidedigna as mazelas dos profissionais das forças policiais é um ato de coragem e senso de dever público.

“O ato merece o reconhecimento das entidades que representam os trabalhadores policiais e de cada um que compreenda a necessidade urgente de mudanças na forma de gerir a segurança pública”, destacou Marcilene Lucena, presidente da Feipol-CON.

Durante três meses, o Metrópoles se dedicou a buscar explicações para o alto número de doenças mentais nos quartéis e delegacias. A reportagem percorreu quatro unidades da Federação, entrevistou mais de 40 pessoas – entre policiais militares, civis e federais, servidores do Corpo de Bombeiros e inspetores da Polícia Rodoviária Federal, psicólogos e psiquiatras – a fim de reportar dramas pessoais e indicar serviços de ajuda disponíveis. Mais do que isso: chamar atenção do poder público para o mal que atinge integrantes das corporações brasileiras e 320 milhões de pessoas no planeta.

 

Ainda de acordo com a nota da Feipol-CON, a segurança pública virou debate entre os brasileiros nos últimos anos, principalmente durante as Eleições 2018. “Esse tema foi negligenciado ao longo de décadas e, junto com ele, as condições dos trabalhadores que executam as ações desta importante área”, diz o texto.

Por isso, a presidente da federação disse também que vai procurar maiores informações junto ao portal e às entidades filiadas à Feipol-CON. O objetivo dessa conversa será ampliar o tema e levar para os órgãos responsáveis pela segurança pública dados que promovam mudanças estruturais na forma como as forças policiais são conduzidas em todo o país.

Últimas notícias