Idoso escreve cartas pedindo prisão de vizinha “feiticeira”

Todo os dias o homem vai até a polícia de Cuiabá para deixar os recados. Ele reclama de que não se casa por causa das bruxarias da mulher

Cartas escritas pelo idoso. Os recados apontam a vizinha por praticar bruxariaReprodução

atualizado 05/03/2020 20:33

Ainda bem que idoso não paga passagem de ônibus em Cuiabá (MT). Isto faz com que Pedro deixe de gastar cerca de R$ 200 por mês, já que todos os dias sai de casa no bairro Alvorada e segue até o Núcleo de Atendimento do Idoso da Polícia Civil no bairro Planalto para levar cartas, nas quais atribui à vizinha Augustina uma série de crimes, incluindo bruxaria.

O percurso ocupa pelo menos um período do dia, pois significa cortar a cidade de coletivo e ainda pegar pelo menos duas baldeações. Contudo, nenhum obstáculo é intransponível para o idoso, que faz isso há três anos consecutivos.

Em todas correspondências as denúncias são as mesmas: ele acusa a vizinha de dominar a arte da magia negra. Conforme o próprio homem relatou ao blog Seguindo fora da linha, ele está há mais de 20 anos sem conseguir se casar ou mesmo ter uma namorada por conta das mandingas, das poções e dos encantamentos de Augustina.

Veja a reportagem completa no site O Livre, parceiro do Metrópoles.

 

Últimas notícias