Idosa que xingou estudante de “chinesa porca” é indiciada por racismo

O caso aconteceu em janeiro; a mulher já tem outras duas acusações por injúria de preconceito

atualizado 16/07/2020 9:31

Mulher xinga menina no metro do RioReprodução/ Twitter

A mulher de 75 anos que ofendeu a estudante de direito Marie Okabayashi ao chamá-la de “chinesa porca” no metrô do Rio de Janeiro foi indiciada pelos crimes de racismo e injúria. As informações são do Uol. 

O caso aconteceu em janeiro, após a explosão de casos de coronavírus na China, onde a pandemia teve início. Na ocasião, já havia registros da doença também nos Estados Unidos, Taiwan, Tailândia, Japão, Coreia do Sul e Macau.

O inquérito foi encaminhado ao Ministério Público e concluído pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi). Cada um dos crimes tem penas que variam de um a três anos de prisão, além do pagamento de multa.

Imagens gravadas pela vítima ajudaram a polícia a identificar a mulher, que já tem outras duas acusações por injúria de preconceito.

Relembre

No dia 31 de janeiro, Marie publicou um vídeo no qual uma idosa, ao perceber seus traços orientais, começou a xingá-la.

“Antes de me xingar na frente de todos, ela me notou quando sentei na frente dela e começou a falar merda seguida de merda, muito alto, mas com pessoas ao lado (consegui filmar um pedacinho desse momento)”, escreveu.

Segundo Marie, a mulher afirmava que chineses e asiáticos de modo geral estão contaminados pelo coronavírus.

Últimas notícias