Homem que se passava por médico é preso suspeito de estuprar pacientes

Ele aliciava as vítimas na rua se apresentando como médico esteticista e oferecendo procedimentos por preços acessíveis

atualizado 01/07/2020 18:45

Falso médicoReprodução

Leonardo de Souza Pimentel, um falso médico suspeito de estuprar pacientes durante procedimento estéticos, foi preso nesta quarta-feira (01/07) por policiais da 24ª DP do Rio de Janeiro. O consultório utilizado por ele é localizado no bairro da Abolição, na zona norte da capital. Leonardo aliciava as vítimas na rua, se apresentando como médico esteticista e oferecendo a realização de procedimentos por preços acessíveis.

0

No consultório, o “doutor” impostor dava injeções que deixa as vítimas entorpecidas a ponto de não lembrarem o que havia ocorrido. Enquanto elas estavam nesse estado, ele as estuprava, segundo as investigações.

O início das apurações começaram no último dia 17 de junho, quando uma das vítimas relatou na delegacia que havia sido estuprada pelo falso médico durante uma sessão de procedimentos estéticos.

A delegacia localizou outras duas vítimas. Em seu perfil no Instagram, Leonardo tem 12 mil seguidores e postava informações e fotos dos procedimentos.

As vítimas contaram à Polícia Civil que ele fazia preenchimento facial e labial, aplicava botox e ainda injetava silicone industrial nos glúteos.

Leonardo foi indiciado por estupro de vulnerável, exercício ilegal da medicina e crimes contra a saúde pública, e teve a prisão decretada pela Justiça, de acordo com o portal Último Segundo.

Ele foi preso no consultório que praticava os crimes e as investigações continuarão, em busca das outras vítimas.

Últimas notícias