Homem que compartilhou vídeo de mulheres praticando yoga presta depoimento

O empresário Ricardo Roriz compareceu à delegacia, na manhã desta terça-feira (4/8), para prestar esclarecimentos sobre o caso

atualizado 04/08/2020 17:34

Mariana Maduro yogaArquivo Pessoal

O empresário Ricardo Roriz, que compartilhou um vídeo da advogada Mariana Maduro praticando yoga, na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, compareceu à delegacia, na manhã desta terça-feira (4/8), para prestar depoimento. As informações são do portal G1. 

“Ele se mostrou bastante arrependido, assustado com a repercussão, e disse que foi uma infelicidade”, disse a delegada responsável pelo caso, Valéria Aragão. A delegada contou ainda que Mariana ficou muito ofendida pela situação e abalada psicologicamente.

“Ela sentiu vulnerabilidade, bastante ofendida como mulher pela exposição inadequada do seu corpo”, completou Valéria.

O empresário e o amigo, identificado com “Celsão”, podem responder por injúria e ato obsceno e perturbação da tranquilidade.

Nota de repúdio

A diretoria de Mulheres da Ordem dos Advogados no Brasil no Rio (OAB-RJ) repudiou o ato. Em nota, o órgão afirmou ser inacreditável que, em pleno ano de 2020, corpos femininos ainda sejam objetificados e sexualizados dessa forma, pouco importando para os ofensores as vontades de uma mulher.

“Não há mais espaço, em nossa sociedade, para que abusos e opressões continuem ocorrendo. Isso porque, atitudes como essa perpetuam o não reconhecimento da mulher como indivíduo de direitos”, diz o comunicado.

Desculpas

O empresário utilizou as redes sociais para se pronunciar sobre o acontecido. Ricardo Roriz afirmou que era “uma conversa íntima entre amigos” e que a publicação conferiu erroneamente “um tom genérico, abstrato, grosseiro que não corresponde à conduta dele”.

“Sirvo-me da presente para me retratar publicamente dos acontecimentos do último sábado (1/8), onde uma conversa íntima entre amigos veio a público através de uma publicação infeliz por mim publicada em minha rede social Instagram, que conferiu erroneamente um tom genérico, abstrato, grosseiro que não corresponde à minha conduta durante os 6 (seis) anos de publicações nas referidas redes sociais.”, começou.

“Venho externar minha solidariedade a quem se sentiu ofendido ou depreciado pela referida postagem, assim que tomei conhecimento do erro cometido, retirei imediatamente a postagem que não durou mais de 50 min ativa, deixo claro que a partir desta data supracitada não foi por mim impulsionada mais nenhuma postagem nesse teor. Assim, registro minhas escusas públicas a todos aqueles que se sentiram ofendidos(as).”

Entenda

As imagens da advogada Mariana Maduro praticando yoga com uma amiga foram gravadas por dois homens, e um deles faz gestos de cunho sexual enquanto filma.

Ricardo Roriz filma o amigo, identificado como “Celsão”, registrando os movimentos de Mariana. “Celsão, você não vale p**** nenhuma. Olha lá, o que é um velho tarado. (…) Celsão, você é o maior ‘voyeur’”, diz. O outro homem retruca: “Eu gosto pra ‘blau blau blau’”, afirma, fazendo gesto obsceno.

Procurado, Ricardo informou que apagou as publicações após falar com a advogada, mas não quis comentar o caso. O caso foi registrado na 12ª DP (Copacabana) e a vítima afirmou que vai entrar com processo contra os dois homens.

Últimas notícias