Homem é preso por estuprar e manter enteada em cárcere por dois anos

Menina de 11 anos ficou grávida, teve o bebê na semana passada e estava em cárcere privado há dois anos. Crime aconteceu no Rio de Janeiro

atualizado 17/07/2022 22:00

Homem é preso por estuprar e manter enteada em cárcere privado no RJ Reprodução

Rio de Janeiro – A Delegacia da Mulher de Duque de Caxias (Deam), na Baixada Fluminense do Rio, prendeu um homem, neste domingo (17/7), acusado de estuprar e manter a enteada de 11 anos em cárcere privado.

A menina, que está internada em um hospital em Caxias, engravidou e deu à luz na semana passada. A delegada Fernanda Fernandes soube do caso através da equipe de saúde da unidade, que suspeitou da situação. O acusado negou o crime.

“Na última sexta-feira (15/7), o hospital nos informou sobre o caso. A história que o acusado conta é de que o estupro foi cometido por um estranho, com arma de fogo”, diz a titular da Deam, ao Metrópoles.

Segundo a Polícia Civil, que recebeu a denúncia anônima, a menina não saía de casa e estava sem ir à escola há dois anos. Segundo a mãe, ela não conseguiu vaga para a filha.

De acordo com a investigação, o casal chamou a Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para socorrer a criança. A delegada acredita que ela tenha dado à luz em casa e houve complicações no pós parto.

Segundo o casal, eles só tomaram conhecimento da gravidez quando ela já estava em trabalho de parto.

A Deam foi comunicada pelo hospital que a menina tinha sinais de violência no corpo. O ânus da criança estava machucado e havia cicatrizes de violências anteriores. A delegada acredita que os abusos começaram antes mesmo da vítima engravidar.

A Justiça determinou a prisão temporária do acusado, que não teve o nome revelado. Segundo a delegada, ele se negou a fazer teste de DNA com a criança. O homem vai responder por estupro e cárcere privado.

Mais lidas
Últimas notícias