Grávida de 8 meses infectada pela Covid-19 morre à espera de UTI

Jovem de 20 anos, identificada como Mikaely Sousa, estava internada no município de Sinop (MT). Prefeitura diz que vaga "não surgiu a tempo"

atualizado 04/04/2021 17:28

Arquivo pessoal

Uma jovem de 20 anos, identificada como Mikaely Sousa, que estava no oitavo mês de gestação e infectada pela Covid-19, morreu na fila de espera para internação em unidade de terapia intensiva (UTI). Ela estava internada em Sinop (a 500 km de Cuiabá), esperando por uma cesárea, mas acabou falecendo no sábado (3/4).

A família de Mikaely fez apelo nas redes sociais para tentar apressar o processo, mas ela não foi socorrida a tempo. A deputada federal Rosa Neide (PT) prestou condolências aos familiares nas redes sociais e lamentou o ocorrido. “Minha dor e protesto por ver essa e tantas famílias enlutadas. Sem o socorro na hora necessária”, disse a parlamentar.

A Prefeitura de Sinop, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, afirma que fez todos os esforços possíveis para salvar a vida da jovem, que deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no dia 30 de março, e, em 1º de abril, precisou ser intubada, necessitando de um leito de UTI.

Segundo nota, desde que surgiu a necessidade de um tratamento intensivo, as equipes de saúde da Prefeitura de Sinop se empenharam, junto à regulação estadual, para encontrar uma vaga dentro ou fora do estado, mas infelizmente “a vaga não surgiu a tempo”.

Além de um leito de UTI adulto, a gestante necessitava de uma UTI neonatal.

“A Prefeitura de Sinop se solidariza com a família neste momento de muita tristeza e dor”, diz a nota.

Últimas notícias