Grávida de 7 meses é agredida com barra de ferro e perde o bebê

Em rede social, o namorado da vítima escreveu, indicando participação: "[Se] Cair na minha mão eu destruo mesmo. Quem perdoa é Deus"

reprodução/arquivo pessoalreprodução/arquivo pessoal

atualizado 04/11/2019 19:48

Uma jovem grávida de 7 meses perdeu o bebê após ser espancada na última sexta-feira (01/11/2019), em Sumaré (SP). A vítima, de 18 anos, está internada com fraturas no crânio, na face e nos braços no Hospital Estadual (HES) da Unicamp.

A jovem contou à mãe que foi atingida por golpes de barra de ferro e pedaços de madeira por meninas enquanto estava passando na na rua. Uma das jovens que a agrediu seria a ex-namorada do seu namorado. Durante as agressões, elas teriam afirmado que estavam terminando o serviço que o namorado “não terminou”.

Em entrevista à EPTV publicada no site G1, a mãe da jovem, que estava grávida de uma menina, contou que há dois meses ela tinha sido agredida pelo namorado, mas não havia feito boletim de ocorrência.

Com o intuito de proteger a filha, a mãe levou a jovem para morar com ela no Paraná, mas há uma semana ela voltou para São Paulo. A mãe acredita que o autor da agressão foi o namorado.

“Ele começou a ligar, pedindo perdão pra ela. Ele mandou passagem e ela fugiu de lá e veio embora com ele. E eu vim achar a minha filha no hospital quase morta. Quero justiça. Um bebê de 7 meses que estava pronto pra nascer, com tudo pronto, não existe mais”, diz a mãe.

Segundo o hospital, o estado de saúde da jovem, que também sofreu uma perfuração no pulmão, é estável, mas a menina não tem previsão de alta. A mãe informou que fez o boletim de ocorrência.

Namorado
Em rede social, o namorado da vítima sugere uma possível participação na agressão: “[Se] Cair na minha mão eu destruo mesmo. Quem perdoa é Deus, aqui na terra você faz, aqui você paga”, publicou.

A Polícia Civil informou que está tentando localizar o boletim de ocorrência para se posicionar sobre o caso.

Últimas notícias