Governo notificará 627 mil pessoas que devem devolver auxílio emergencial

Grupo receberá SMS com instruções para devolução da quantia recebida indevidamente

atualizado 05/10/2021 13:58

Auxílio emergencial 2021Marcello Casal jr/Agência Brasil

O Ministério da Cidadania anunciou que cerca de 627 mil pessoas deverão devolver parcelas do auxílio emergencial 2021 pagas indevidamente. Segundo o órgão, as notificações serão enviadas até esta terça-feira (5/10) por SMS.

Para evitar recebimentos indevidos, a pasta realiza um pente-fino, todo mês, nos beneficiários do auxílio emergencial. O procedimento, conhecido como revisão mensal, visa garantir que o benefício chegue exclusivamente aos cidadãos de menor renda.

Em agosto, cerca de 650 mil pessoas já haviam sido notificadas de que deveriam devolver o auxílio à União. Até o último dia 21 de setembro, segundo o governo, R$ 40,6 milhões foram devolvidos aos confres públicos.

0

“Receberão as mensagens os trabalhadores que ao declarar o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) geraram Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF) para restituição de parcelas do Auxílio Emergencial, mas que ainda não efetuaram o pagamento, ou que receberam recursos de forma indevida por não se enquadrarem nos critérios de elegibilidade do programa”, disse o ministério.

A pasta ressaltou que as mensagens serão enviadas pelos números 28041 ou 28042 e terão o registro do CPF do beneficiário e o link iniciado com gov.br.

Quem receber o SMS relativo às DARF, deve efetuar o pagamento ou acessar o site gov.br/dirpf21ae para regular a situação. Já quem não possuir DARF em aberto, mas precisa devolver alguma quantia, pode entrar no site https://devolucaoauxilioemergencial.cidadania.gov.br/devolucao e seguir as instruções.

Últimas notícias