Goiás proíbe pesca em todo Araguaia por causa de mortes por Covid

Restrição começa a valer no dia 1º e seguirá até 5 de abril; no total, 11 municípios goianos são banhados pelo rio mais conhecido no estado

atualizado 27/03/2021 15:34

Rio Araguaia, goiásDivulgação: iStock

O maior número de mortes por complicações da Covid-19 pressionou o governo de Goiás a proibir a pesca em todos os municípios situados na região da Bacia do Rio Araguaia, por ao menos cinco dias, para tentar conter o forte avanço da pandemia. A medida valerá de 1º a 5 de abril, mas poderá ser estendida, caso a alta disseminação do coronavírus não seja controlada.

As novas restrições foram publicadas no suplemento do Diário Oficial do Estado dessa sexta-feira (26/3), no mesmo dia em que Goiás ultrapassou 11 mil mortos por Covid-19. Assim, repetiu a marca de 1 mil novos óbitos decorrentes de complicações da doença em apenas nove dias, o menor tempo para essa quantidade de vidas perdidas desde o início da pandemia.

0

Dos 246 municípios de Goiás, 11 estão inseridos, total ou parcialmente, na bacia do Araguaia, e ainda seguem na relação de 235 cidades classificadas em situação de calamidade, o nível mais crítico em relação à doença, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Os municípios goianos que integram a Bacia do Rio Araguaia são:

  • Aruanã;
  • Britânia;
  • Buriti de Goiás;
  • Cidade de Goiás;
  • Faina;
  • Fazenda Nova;
  • Itapirapuã;
  • Jussara;
  • Matrinchã;
  • Novo Brasil;
  • Santa Fé de Goiás.
Diminuição de fluxo

De acordo com instrução normativa da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), a proibição tem como objetivo a diminuição de fluxo de pessoas e aglomerações, os quais, segundo o governo, colocam em risco a vida da população.

Ainda está vigente Decreto nº 9.674, de 10 de junho de 2020, editado pelo governador Ronaldo Caiado, que proíbe todas as atividades que envolvem contato entre número maior de pessoas nessas regiões.

Titular da Semad, Andréa Vulcanis lembra que ainda está vigente o Decreto nº 9.674, de 10 de junho de 2020, editado pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), que proíbe todas as atividades que envolvem aglomerações nas regiões do Araguaia.

A secretária ressalta também que, caso as pessoas persistam no descumprimento da medida, podem ser alvo de fiscalização e, consequentemente, multadas. Ela diz que a normativa editada pela pasta reforça o que está expresso no decreto do governador.

“É importante a compreensão de todos, pois este não é o momento de realizarmos atividades de pescaria, campeonatos de pesca esportiva, entre outros. É importante ficarmos em casa e, assim, protegermos as nossas famílias e as famílias das populações ribeirinhas”, enfatiza a secretária.

Do início da pandemia até a sexta-feira, Goiás registrou 473.464 moradores contaminados pelo coronavírus, com 11.048 mortes. Nas últimas 24h, de acordo com dados oficiais, foram 4.097 novos casos. Nesta semana, houve 634 mortes e 19.388 novos infectados.

Mais lidas
Últimas notícias