Goiás decide liberar uso de máscara em espaços abertos; veja regras

Medida passa a valer a partir de segunda (14/3) e foi acertada em reunião do Centro de Operações de Emergências (COE) nesta quarta (9/3)

atualizado 09/03/2022 18:36

goiás libera uso de máscara em espaços abertos Vinícius Schmidt/Metrópoles

Goiânia – O uso de máscara em espaços abertos será liberado, em Goiás, a partir de segunda-feira (14/3). De acordo com uma tendência de discussão que já acontece em outros estados, o Centro de Operações de Emergências (COE) goiano decidiu, nesta quarta-feira (9/3), implantar a medida devido aos índices de vacinação contra Covid-19.

A liberação, no entanto, não será válida, de imediato, para todas as cidades. Cada município deverá se enquadrar nas regras estabelecidas pela nota técnica elaborada pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SESGO).

O quesito essencial é que, para liberar o uso, a cidade deve ter pelo menos 75% da população acima de 5 anos completamente vacinada contra a Covid-19, ou seja, com duas doses ou dose única (Janssen) da vacina.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
0

Na manhã desta quarta-feira, o secretário de Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, informou que já havia discutido o assunto com o corpo técnico da pasta e que levaria a pauta para a reunião do COE, durante a tarde.

“O parâmetro a ser considerado será a porcentagem de vacinação de cada município. Pode ser que algum município libere e outro ainda não. A taxa de vacinação será em torno de 75%”, explicou.

Variação entre cidades

Os índices de vacinação variam bastante de uma cidade para outra em Goiás. De forma geral, o estado ainda não atingiu esses 75% de imunização da população com mais de 5 anos – hoje está em 73,13%.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

 

Algumas cidades, no entanto, como a capital Goiânia (75,32%), Itumbiara (79,21%), Caldas Novas (77,93%), Catalão (83,55%), Goianésia (81,32%) e outras já poderão desobrigar o uso da máscara em parques, ruas, avenidas e praças, conforme o decidido nesta quarta-feira.

A gente tem buscado fazer cada medida no tempo correto e não sermos anacrônicos. Acho que neste momento, dada a cobertura vacinal, diminui bastante o risco, de forma que o uso obrigatório pode começar a ser flexibilizado”, aponta Ismael Alexandrino.

Decisões locais

Em alguns municípios, como Anápolis e Minaçu, as prefeituras se anteciparam e decidiram, localmente, por liberar o uso, antes de uma decisão em âmbito estadual.

No atual momento da vacinação, esse dois municípios, por exemplo, ainda não se enquadrariam na regra adotada pelo COE.

Anápolis, que foi a primeira cidade do estado a adotar a medida por decisão própria, está com 73,53% da população acima de 5 anos vacinada. Em Minaçu, o índice é de 69,93%, até então.

Resta saber, ainda, qual será a postura do estado diante dessas decisões locais. Outros municípios em Goiás já começaram a debater o assunto e avaliar flexibilizações.

Mais lidas
Últimas notícias