Fotos: igreja ficou destruída após ataque que matou pastora em Goiás

Jovem pelado atacou pastora e fiel com barra de ferro. Irmão da igreja tentou usar cadeiras de plástico como escudo, que foram destruídas

atualizado 14/01/2022 16:29

Igreja pastora morta goiania filho grammy goiasMaterial cedido ao Metrópoles

Goiânia – O cenário dentro da igreja Assembleia de Deus no Residencial Kátia, na região sudoeste da capital de Goiás, é de destruição, depois que uma pastora e um fiel foram atacados por um jovem pelado em aparente surto, no final da madrugada desta sexta-feira (14/1).

Durante o ataque, a pastora Odete Rosalina Machado da Costa, de 79 anos, foi assassinada na porta da igreja com golpes de uma barra metálica na cabeça. Ela é mãe do cantor gospel Delino Marçal, de 35 anos, ganhador do Grammy Latino Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa de 2019.

0

Odete e um fiel da igreja, de 44 anos, estavam fazendo uma reunião de oração a portas fechadas, quando foram interrompidos por Matheus Macaubas Lima Santos, de 22 anos. Totalmente nu, ele gritava na porta da igreja por uma pessoa chamada “José”.

Como a entrada dele não foi permitida, o jovem pelado chutou o portão, pulou o muro, quebrou uma porta de vidro e uma outra porta de metal, segundo depoimentos. Já dentro da igreja, ele usou uma haste da porta de metal como arma e disse que ia matar a pastora e o fiel.

Sai pra lá

De acordo com depoimento para a polícia, os dois então teriam começado a fazer uma oração em voz alta. Em resposta, Matheus teria dito:

“Sai pra lá crente de Satanás”.

O homem pelado então começou a tentar acertar os dois com golpes. O fiel da igreja, de 44 anos, tentou se proteger utilizando cadeiras de plástico como escudo. Todas foram quebradas com os golpes da haste de ferro.

Fotos do interior da igreja mostram essas cadeiras quebradas espalhadas pelo chão.

O fiel da igreja conseguiu correr até uma casa de familiares da pastora e pediu socorro. A pastora até conseguiu fugir, mas foi atingida com pelo menos três golpes na cabeça. Ela caiu na calçada em frente à igreja.

Morte na calçada

A pastora ficou caída no chão, com a cabeça muito machucada e sangrando. Ela ainda respirava e tentava falar alguma coisa, segundo uma testemunha. Outro depoente diz que ela dizia coisas desconexas. Após alguns minutos, Odete morreu ali mesmo, caída em frente ao templo, no colo de uma das filhas que chegou em meio à confusão.

O Corpo de Bombeiros chegou logo em seguida, mas já era tarde. O óbito da religiosa foi constatado.

Matheus foi preso por uma equipe da polícia militar a cerca de 1 km do local do crime. Ele foi levado para a Central de Flagrantes e em seguida para a Casa de Prisão Provisória (CPP), no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

O homicídio está sendo investigado pelo delegado André Veloso, da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios de Goiânia (DIH). Agentes da polícia procuram por imagens de câmeras de segurança na região do ataque.

A Polícia Civil vai pedir uma avaliação psiquiátrica do autor. Conforme informações que a família passou aos policiais, ele seria usuário de drogas e teria distúrbios psiquiátricos. Recentemente, o jovem teria passado uma temporada internado em uma clínica de psiquiatria.

O Metrópoles não conseguiu contato com nenhum representante da defesa do suspeito.

Mais lidas
Últimas notícias