Fornecimento de energia ao Amapá foi recuperado em parte, mas apagão segue

Treze das 16 cidades do estado ficaram novamente sem energia na noite dessa terça-feira por causa de um desligamento automático em uma usina

atualizado 18/11/2020 14:38

Vista do apagão que assola há mais de 48h em Macapá e também em 13 dos 16 municípios do estado do Amapá, na noite desta quinta-feira (5). Por conta do desabastecimento de energia, o prefeito de Macapá, Clécio Luís, decretou no final da tarde estado de calamidade pública na capital por 30 dias. O apagão foi resultado de um incêndio em uma subestação de energia na capital na noite de terça-feira (3).GABRIEL PENHA/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O Ministério de Minas e Energia (MME) informou, na manhã desta quarta-feira (18/11), que o desligamento ocorrido na Usina Hidrelétrica Coaracy Nunes, que resultou em um novo apagão no estado do Amapá na noite dessa terça-feira (17/11), foi resolvido.

No total, 13 dos 16 municípios do estado ficaram, novamente, sem energia. Agora, o fornecimento de energia “se encontra no patamar de 80% de sua capacidade, mesmo cenário apresentado antes da ocorrência”, informou o ministério, em comunicado.

Desde o último dia 3, o estado enfrenta problemas com o fornecimento de energia, que ainda não foi completamente normalizado. Nos próximos dias, o sistema terá um acréscimo de geração com a instalação dos geradores que chegaram em Macapá (AP).

0

O MME esclareceu que o fornecimento de energia apresentou instabilidade em meio ao desligamento e à interrupção de 183 MW de cargas às 20h27, em virtude do desligamento automático do transformador da subestação de Macapá e da usina hidrelétrica.

As causas da ocorrência, no entanto, estão sendo investigadas. “As razões para os desligamentos estão sendo verificadas e a apuração de responsabilidades será realizada, com todo o rigor, pelos órgãos competentes”, completou a pasta.

Sequência de eventos

Por sua vez, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), responsável pelo monitoramento e controle do Sistema Interligado Nacional (SIN), esclareceu que o tempo necessário para recompor as cargas do estado foi devido a uma sequência de eventos.

“Às 20h51 foi iniciado o processo de recomposição e retomada gradual das cargas quando, às 21h03, houve novo desligamento no transformador da subestação Macapá. A nova tentativa de retomada de carga se iniciou às 21h10, porém, às 21h20 ocorreu o terceiro desligamento do transformador”, detalhou.

Às 21h36 foi iniciada nova retomada de carga, com conclusão às 01h04 desta quarta-feira. “O ONS identificou que os desligamentos podem ter sido causados no momento da energização da linha de transmissão Santa Rita, em 69 KV, de propriedade da Companhia de Eletricidade do Amapá”, disse.

Últimas notícias