Fiscalização apreende celulares e drogas em presídio de Campos (RJ)

Ao todo, foram apreendidos 104 celulares, sete balanças de precisão, um quilo de maconha e a mesma quantia de cocaína

Facebook/ ReproduçãoFacebook/ Reprodução

atualizado 18/02/2019 18:11

Em fiscalização conjunta da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e do Ministério Público do Rio de Janeiro, no Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos dos Goytacazes, no norte fluminense, apreendeu nesta segunda-feira (18/2) 104 aparelhos de telefonia celular, sete balanças de precisão para pesar substância entorpecente, um quilo de maconha e mesma quantia de cocaína.

A operação foi realizada a partir das 6h desta manhã e envolveu 100 inspetores de segurança e administração penitenciária, dos quais 20 do Grupamento de Intervenção Tática (GIT) e 19 integrantes do Ministério Público do Rio de Janeiro.

O caso será registrado na delegacia policial de Campos e a Secretaria de Administração Penitenciária abriu uma sindicância interna para apurar como os celulares e a droga entraram na cadeia.

A ação faz parte de uma série de fiscalizações nas prisões do estado do Rio de Janeiro.

Últimas notícias