Fiocruz confirma ter suspendido produção da vacina AstraZeneca

Na semana passada, a Fiocruz avisou que teria que interromper a fabricação por alguns dias nesta semana por falta de insumo

atualizado 20/05/2021 13:17

VACINA covishield astrazenecaGustavo Moreno/Especial para o Metrópoles

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) paralisou, nesta quinta-feira (20/5), a produção da vacina AstraZeneca contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O imunobiológico foi desenvolvido em parceria com a Universidade de Oxford.

Na semana passada, a Fiocruz avisou que teria que interromper a fabricação por alguns dias nesta semana, mas não havia divulgado a data.

A suspenção na fabricação é devido à falta de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), insumo básico para a produção da vacina.

Apesar da interrupção, a Fiocruz garante que não haverá impacto em entregas futuras de doses.

“O cronograma de entregas permanece semanal, sempre às sextas-feiras, conforme pactuado com o Ministério da Saúde, seguindo a logística de distribuição definida pela pasta”, divulgou, em nota.

A previsão é que cheguem no sábado (22/5) dois lotes de IFA para a retomada da produção de 12 milhões de doses. Houve a antecipação da remessa, prevista para o dia 29 de maio.

A produção da vacina Coronavac no Brasil também está suspensa no Instituto Butantan, ligado ao governo de São Paulo, desde a sexta-feira (14/5) em razão da falta de IFA.

Neste caso, o insumo só deve chegar ao Brasil no dia 26 de maio, segundo previsão do instituto.

Saiba como as vacinas contra Covid-19 atuam:

0
Panorama

O Brasil tem mais de 15,8 milhões de casos confirmados do novo coronavírus e 442 mil óbitos em decorrência da doença.  O Ministério da Saúde aplicou 55,1 milhões de doses da vacina (entre primeira e segunda doses).

A campanha de vacinação completou quatro meses na segunda-feira (17/5). Até o momento, cerca de 18% da população brasileira recebeu a primeira dose da proteção. Desse público, pouco mais de 9% já completou o esquema vacinal com o reforço.

A vacina Coronavac é responsável por 68% das doses aplicadas até o momento. Cerca de 30% dos brasileiros vacinados receberam doses da AstraZeneca. A vacina da Pfizer imunizou pouco mais de 1% da população.

Últimas notícias