Finados: drone com faixa com nomes de mortos sobrevoará cemitério

As homenagens também contarão com revoada de balões, nos quais público poderá escrever nomes de parentes que já partiram

atualizado 30/10/2021 12:21

Enterros no cemitério do CajuAline Massuca/Metrópoles

Rio de Janeiro – O Dia de Finados será de muitas homenagens aos que morreram e deixaram saudades. Durante toda a terça-feira, dia 2, o Crematório e Cemitério da Penitência, no Caju, na Zona Portuária do Rio, contará com intensa programação, com ações especiais para os parentes dos falecidos enterrados no espaço, como a faixa de aproximadamente 20ms que será exibida presa a um drone.

O equipamento sobrevoará o cemitério. O público presente poderá escrever na faixa os nomes de seus parentes e amigos mortos.

O drone vai levantar voo após a primeira missa do dia, que será celebrada pelo cardeal arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta. Outras duas homenagens estão programadas para ocorrer após as missas das 10h e das 17h. Além da faixa, o cemitério promoverá uma revoada de balões, também com os nomes dos que partiram.

Depois da missa das 17h, será a vez do projeto Iluminando Memórias. No total, mil velas serão acesas no cemitério-parque. “A vela simboliza a luz, o valor da vida e o fogo, a energia que revigora o sentimento. Portanto, nossa equipe fará uma homenagem coletiva a todos que se foram, especialmente aos que tiveram suas vidas interrompidas pela Covid-19”, diz o superintendente do Crematório e Cemitério da Penitência, Alberto Brenner Jr.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Ele conta que 20 famílias se inscreveram até o momento para participar da homenagem. “Muitos que não querem estar presencialmente aqui, cerca de 90 famílias já nos enviaram os nomes dos seus para participar do ato. Com o cair da noite, as velas acesas devem oferecer um cenário diferente e emocionante”, acredita.

Um equipamento chamado Estação Saudade também será instalado no local. Nele, os visitantes poderão fixar fitas brancas em painéis disponíveis no local e serão convidados a refletir sobre o tema, a partir da experiência sensorial sonora com o escritor Allan Dias Castro, que criou uma poesia inédita para esse momento. Os participantes irão, ainda, levar para a casa a fita da saudade.

O Crematório e Cemitério da Penitência fica na Rua Monsenhor Manuel Gomes 307, no Caju, e ficará aberto das 7h às 20h.

Confira a programação:

8h — Missa celebrada pelo Arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal Orani João Tempesta
8h30 — Sobrevoo de drone levando a faixa com a mensagem de Dom Orani Tempesta
10h — Missa celebrada pelo padre Pedro Paulo Alves dos Santos
10h30 — Revoada de balões comandada pela assistente social Márcia Torres e o psicólogo Paulo Vitor, coordenadores da campanha de apoio aos enlutados A Vida Não Para
17h — Missa celebrada pelo padre Pedro Paulo Alves dos Santos
17h30 — Projeto Iluminando Memórias, com mais de mil velas acesas

Atividades durante do dia:

Estação Saudade — Espaço de visitação e promoção de experiência sensorial para falar de saudade. Visitantes poderão fixar fitas brancas em painéis e ouvir poema inédito sobre o tema, do escritor Allan Dias Castro
Espaço Zen — Exibição de vídeos com mensagens da monja Coen e do poeta Alan Dias Castro, além de meditação guiada pela psicoterapeuta Elisângela Rosa Lima. No ‘Varal da Saudade’, familiares podem pendurar fotos dos entes queridos

Mais lidas
Últimas notícias