Filipe Barros entra com notícia crime contra Alexandre Frota

Deputado do PSL no Paraná processa o tucano de São Paulo com base na Lei de Abuso de Autoridade por atuação na CPI das Fake News

atualizado 11/03/2020 18:55

O deputado Filipe Barros (PSL-PR) protocolou na Procuradoria-Geral da República, nesta quarta-feira (11/03), uma notícia crime contra o ex-correligionário Alexandre Frota (PSDB-SP). Com base na Lei de Abuso de Autoridade, o parlamentar do Paraná acusa o tucano de usar o poder de congressista e a condição de integrante da CPMI das Fake News para “constranger ilegalmente cidadãos, por motivos pessoais, egoísticos, por mero capricho, para prejudicar terceiros”.

Na ação, Barros diz ainda que Frota busca “benefício próprio ou alheio” ao requerer a quebra de sigilo das contas de Twitter e WhatsApp de “diversos adversários políticos e cidadãos”.  A peça de acusação transcreve trechos de intervenções do deputado do PSDB na CPMI. Reproduz, por exemplos, perguntas feitas pelo tucano ao youtuber bolsonarista Allan dos Santos.

Na verdade, desde que rompeu com o governo (sem partido), Frota se notabilizou como um dos mais atuantes opositores ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Últimas notícias