Falsa pastora é presa por receber até R$ 20 mil para “obras de Deus”

De acordo com a polícia, Claudeci Santos Almeida, de 32 anos, já vinha sendo investigada por aplicar golpes na região

Divulgação/Polícia CivilDivulgação/Polícia Civil

atualizado 03/09/2019 12:42

Uma mulher de 32 anos foi presa, na última segunda-feira (03/09/2019), suspeita de estelionato contra fiéis no município de Ribas do Rio Pardo, no Mato Grosso do Sul. Ela se passava por pastora e cobrava quantias “para as obras de Deus”. A acusada chegou a arrecadar até R$ 20 mil, de acordo com a Polícia Civil. A informação é do site Campo Grande News.

De acordo com a polícia, a suspeita é de que a mulher também vinha realizando atendimentos religiosos em sua casa, assim como na residência das vítimas e em uma igreja (foto em destaque). Na fachada da igreja, o slogan chama atenção:”Saqueando o Inferno e Povoando o Céu”.

Identificada como Claudeci Santos Almeida, ela já vinha sendo investigada por conta de um mandado de prisão em aberto, expedido pela Justiça de Goiás, de onde a mulher fugiu após também aplicar golpes na região. A prisão aconteceu durante operação conjunta entre a Delegacia de Ribas do Rio Pardo e a Corregedoria-Geral da Polícia Civil.

Conforme fiéis, a mulher chegou a receber doações de até R$ 20 mil e se apossava dos valores que eram utilizados para gastos pessoais.