Ex-PM integrante de grupo de matadores do Rio é morto pela polícia

Com o ex-PM, os policiais encontraram uma carteira falsa da Polícia Civil, uma pistola, um revólver e anotações do bando criminoso

atualizado 12/02/2021 15:58

Bandido conhecido como Mugão é morto pela Polícia Civil do Rio de JaneiroDivulgação Polícia Civil

Rio de Janeiro – O ex-policial militar Anderson de Souza Oliveira, conhecido como Mugão, morreu na tarde desta sexta-feira (12/2), no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, zona norte da cidade. Ele é apontado como um dos integrantes do chamado “Escritório do Crime”, grupo de matadores de aluguel que atua no Rio de Janeiro.

Segundo a Polícia Civil do Rio de Janeiro, o ex-policial militar trocou tiros com agentes da Delegacia Especializada de Armas, Munições e Explosivos (Desarme) em uma operação de combate às milícias em comunidades do Rio de Janeiro.

O ex-PM foi encontrado na comunidade da Sefa, em Ramos, zona norte da capital. Com ele, os policiais encontraram uma carteira falsa da Polícia Civil do Rio, uma pistola, um revólver e uma mochila com anotações de cobranças feitas pelo grupo.

Mugão estava foragido desde julho do ano.

Últimas notícias