Ex é suspeita de enviar doces envenenados a noivos em MG, diz delegado

A mulher teve a prisão decretada e foi presa na sexta-feira (24/9). Na casa dela, a polícia encontrou a bolsa usada na entrega dos doces

atualizado 25/09/2021 12:22

Reprodução

Investigações da Polícia Civil de Minas Gerais apontam que a ex-namorada de Dione Quirino, de 35 anos, é suspeita de ter mandado doces envenenados a ele e à sua noiva, Amanda Cássia Lopes, de 27. A mulher teve a prisão decretada e foi presa na sexta-feira (24/9). O caso ocorreu em Jaíba, interior de Minas.

De acordo com delegado Marconi Vieira Rocha, a suspeita, uma ex-namorada do noivo que não aceitava o novo relacionamento, enviou os doces de outra cidade para tentar despistar a polícia.

“Ela foi a uma outra cidade, a uns 35 km de Jaíba, e de lá entregou a encomenda para um moto-taxista, que entregou para um taxista e ele fez a entrega para as vítimas”, contou Marconi ao portal Uol.

Na sexta-feira (24/9), a polícia também cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa da mulher. Durante as buscas foi encontrada a bolsa usada na entrega, que teria sido devolvida à suspeita.

Além de Dione e Amanda, a mãe, cunhada e sobrinha da noiva também ingeriram os doces. De acordo com o delegado, os quatro adultos estão internados no Hospital Municipal de Jaíba com quadro de pneumonia.

A criança foi transferida para Janaúba, onde continua internada. O cachorro da família, que também comeu um pedaço do doce, morreu.

Últimas notícias