metropoles.com

Ex-diretor do Inpe demitido por Bolsonaro integra transição de Lula

Ricardo Galvão está no grupo técnico de trabalho do Meio Ambiente, cujos nomes foram anunciados por Alckmin nesta quarta-feira (16/11)

atualizado

Compartilhar notícia

Arquivo pessoal
Ricardo Galvão
1 de 1 Ricardo Galvão - Foto: Arquivo pessoal

O ex-diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) Ricardo Galvão foi anunciado nesta quarta-feira (16/11) como integrante do grupo de trabalho (GT) do Gabinete de Transição. Galvão vai compor o GT de Ciência, Tecnologia e Inovação, ao lado de outros 11 nomes.

Ele foi demitido do Inpe em agosto de 2019, após desavenças com o presidente Jair Bolsonaro (PL) em razão da divulgação de dados que mostravam o crescimento do desmatamento na Amazônia.

Ricardo Galvão é doutor em física, professor da Universidade de São Paulo (USP) e membro da Academia Brasileira de Ciências. Além do Inpe, ele também foi diretor do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF).

O cientista se filiou à Rede neste ano, a convite de Marina Silva, e disputou o cargo de deputado federal por São Paulo, não sendo eleito. Informalmente, Galvão já foi sondado pelo PT para assumir o Ministério da Ciência e Tecnologia.

O nome de Galvão foi apresentado nesta quarta pelo vice-presidente eleito e coordenador da transição, Geraldo Alckmin (PSB). Outras dezenas de nomes foram anunciados para 16 grupos técnicos da transição. O anúncio foi feito na sede do gabinete de transição, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de Brasília.

Além de Galvão, também há outros desafetos de Bolsonaro, como a médica Ludhmila Hajjar, que foi convidada a ocupar o Ministério da Saúde durante a pandemia de Covid-19, mas não aceitou devido à forma como o presidente estava administrando a crise.

Também foi escolhido para compor os grupos de trabalho Cristiano Zanin, advogado do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que fará parte do grupo de Justiça e Segurança Pública.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?