Ex-diretor de hospital no Rio é suspeito de feminicídio contra ex-mulher

Antônio Carlos Pires tirou a própria vida após atirar na ex-mulher. O casal teve união de 30 anos, mas se separou há cerca de dois meses

atualizado 30/10/2020 14:16

Ex-diretor de hospital no Rio é suspeito de feminicídioReprodução/ Facebook

O ex-diretor do Hospital Pedro II Antônio Carlos da Silva Pires, 65 anos, é suspeito de cometer feminicídio contra a ex-mulher, Roseneia Gomes Machado, 61, dentro de um carro estacionado em um shopping do Rio de Janeiro, na tarde dessa quinta-feira (29/10).

Pires tirou a própria vida após atirar na ex-mulher. O casal teve uma união de 30 anos, mas se separou há cerca de dois meses, após Roseneia pedir o divórcio. Testemunhas informaram que ele estava inconformado com a separação e procurou a mulher para tentar uma reconciliação.

Entretanto, de acordo com informações do jornal Extra, o casal discutiu no estacionamento do shopping e, em seguida, tiros foram ouvidos. A Polícia Militar foi até o local e encontraram Pires e a ex-mulher dentro do veículo.

A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) assumiu o caso e está investigando as circunstâncias do crime.

Últimas notícias