“Eu tinha certeza de que sairia dessa”, diz médica picada por cobra

O caso ocorreu enquanto Dieynne Saugo tomava banho em uma cachoeira de Nobres, a 151 km de Cuiabá, Mato Grosso

atualizado 19/09/2020 16:47

Médica é picada por cobra jararaca enquanto tomava banho de cachoeiraReprodução/ Facebook

A médica Dieynne Saugo, 33 anos, picada por uma cobra da espécie jararaca disse neste sábado (19/9) que “tinha certeza de que sairia dessa”. Ela narrou em entrevista à CNN Brasil o episódio de quando foi picada enquanto tomava banho em uma cachoeira de Nobres, a 151 km de Cuiabá, Mato Grosso.

“O momento da picada foi muito rápido. Na hora que ela caiu da cachoeira e entrou no meu colete, foi um momento de desespero. Quando eu senti a picada não imaginei que fosse uma cobra, tanto é que eu a agarrei e senti mais duas picadas na mão”, narrou a médica, que recebeu alta do Hospital Albert Einstein.

Segundo Dieynne, a dor da picada foi “absurda”.

0

Ela ressaltou a importância do trabalho mental que faz normalmente com “coaching e hipnose” para ajudar a superar a situação que viveu. Mas assegura que “a fé em Deus em foi o mais importante”.

Outro momento que ela descreveu como “desesperador” foi o da transferência de Nobres até Cuiabá. “Fui rezando, fui falando pra mim mesma que vai dar tudo certo, você vai sair dessa, não deixe o medo ser maior”, conta a médica.

Últimas notícias