Chapada dos Veadeiros: chuva destruiu 6 pontes e isolou mil famílias

Cidades de Goiás, como Cavalcante e Monte Alegre, já decretaram calamidade pública em função das chuvas que atingiram a região

atualizado 28/12/2021 10:10

Fortes chuvas que atinge Cavalcante (GO), na Chapada dos Veadeiros, isolou moradores Reprodução

Goiânia – Cerca de 1 mil famílias estão ilhadas em Cavalcante e Monte Alegre, na região da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, após fortes chuvas. Pelo menos seis pontes foram levadas pela água em Cavalcante, deixando comunidades quilombolas isoladas, segundo o prefeito Vilmar Sousa Costa, o Vilmar Calunga.

Rios transbordaram e entraram nas casas, deixando moradores desabrigados após a enchente. A rodovia GO-118 está parcialmente destruída depois que uma parte do asfalto cedeu. Além disso, estradas estão com atoleiros, impossibilitando resgates por terra. As prefeituras decretaram situação de calamidade pública e pediram ajuda para o governo federal.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Pelo menos três comunidades quilombolas do município na Chapada dos Veadeiros estão isoladas. No Vão das Almas e no Vão do Moleque, cerca de 400 famílias não têm como sair e esperam ajuda. Para piorar a situação, na comunidade Kalunga, a principal da região, está há quatro dias sem energia.

“A situação não está bonita. Está mais fácil descrever o que não foi estragado pela chuva. Já são 20 dias de chuva e continua chovendo. A comunicação está difícil. Os moradores carregam um pouco o celular e mandam mensagem quando consegue sinal de internet”, relatou ao Metrópoles o prefeito.

Alimentos doados

Segundo Vilmar, duas canoas com alimentos vão ser enviadas pelo governo estadual e uma equipe do Corpo de Bombeiros chegou nesta terça-feira (28/12). Helicópteros devem ser usados nos resgates.

O prefeito explica que ainda não é possível dizer exatamente quantas famílias estão desabrigadas e quantas pontes foram destruídas. Vistorias devem ser feitas ao longo do dia.

Essas comunidades isoladas ficam na zona rural e não possuem água encanada. Por isso, muitas famílias constroem suas moradias próximo aos rios que cortam a região. Como esses rios transbordaram, essas casas foram destruídas.

O governador Ronaldo Caiado esteve na região nesta segunda-feira (27/12). Ele anunciou o envio de embarcações do Corpo de Bombeiros para áreas remotas de Monte Alegre e Cavalcante, que levarão produtos de higiene e cestas básicas.

A Secretaria Municipal de Assistência Social de Cavalcante divulgou três telefones de urgência para as comunidades que estejam com necessidade de alimentação, abrigo, vestuário, assistência médica e transporte. Os números são (62) 3494-1074, (62) 9 9984-5944 e (62) 9 9649-1679.

Mais lidas
Últimas notícias