Empresário oferece R$ 200 a funcionários caso Bolsonaro seja eleito

Maurício Lopes Fernandes Júnior, conhecido como "Da Lua", foi flagrado em vídeo intimidando trabalhadores de fábrica de cerâmicas no Pará

atualizado 05/10/2022 9:12

Reprodução

Começou a circular nas redes sociais nesta terça-feira (4/10) um vídeo do empresário do ramo de tijolos e telhas Maurício Lopes Fernandes Júnior, conhecido como “Da Lua”, oferecendo R$ 200 para cada funcionário em caso de vitória de Jair Bolsonaro (PL) no segundo turno contra Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

No vídeo, gravado na fábrica da empresa localizada em São Miguel do Guamá, nordeste do Pará, ele afirma que, na hipótese de vitória do petista, teria de encerrar as operações na cerâmica porque “ninguém vai aguentar o pepino que vem”.

Segundo o artigo 299 do Código Eleitoral é crime “dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outrem, dinheiro, dádiva, ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita”.

Veja o vídeo no portal DOL, parceiro do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias