Embaixador chinês diz que Eduardo Bolsonaro tem “vírus mental”

Representante do país asiático repudia mensagem sobre coronavírus retuitada pelo filho do presidente e exige pedido de desculpas

atualizado 19/03/2020 9:29

redes sociais/ reprodução
O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, reagiu com indignação a uma mensagem retuitada pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) nessa quarta-feira (18/03). Na conta pessoal no Twitter e na da embaixada, o representante asiático expôs a insatisfação com o parlamentar.
“A parte Chinesa repudia veementemente suas palavras, e exige que as retire imediatamente e peça uma desculpa ao povo chinês“, escreveu Wanming. Em outra postagem, disse que, ao voltar da viagem a Miami (EUA), Eduardo contraiu “vírus mental” que estaria “infectando a amizade” entre Brasil e China. Informa, ainda, que vai protestar junto ao Itamaraty e à Câmara dos Deputados.
A reação do embaixador se deve ao tuíte de um seguidor chamado Rodrigo da Silva divulgado pelo deputado. A mensagem afirma que “a culpa pela pandemia do coronavírus” é do Partido Comunista Chinês. Eduardo também afirma que “quem assistiu” à minissérie Chernobyl vai entender o que aconteceu. “Substitua a usina nuclear pelo coronavírus e a ditadura soviética pela chinesa”, postou o parlamentar.

 

 

Últimas notícias