Em São Paulo, Covid-19 atinge principalmente jovens entre 18 e 34 anos

Nesta fase da pandemia, 29,4% dos casos da doença na capital paulista se concentram entre os mais jovens

atualizado 12/03/2021 13:06

Bares em São Paulo na pandemiaFábio Vierira/Metrópoles

São Paulo – Os jovens têm sido os mais atingidos pela Covid-19 nesta segunda onda da pandemia na cidade de São Paulo. Dados apresentados pela prefeitura nesta sexta-feira (12/3) indicam que 29,4% dos casos da doença estão concentrados entre a população com idade entre 18 e 34 anos.

A segunda faixa etária mais atingida é a que abrange as idades entre 50 e 60 anos, com prevalência de 27%. Acima de 65 anos, a prevalência é de 21,4% e entre os com idade entre 35 e 49 anos é de 21,3%.

Em coletiva de imprensa nesta sexta, o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, acrescentou que os mais jovens também são os que mais demoram a buscar atendimento médico e chegam em situação mais grave.

0

“Pedimos ao jovens que, surgindo qualquer sintoma, procure unidade de saúde imediatamente”, alertou.

A capital paulista tem média móvel de casos em 3.314, que ultrapassa a média móvel registrada no pior momento da pandemia no ano passado, quando chegou a 2.923, em 7 de julho.

O secretário também pontuou que a maior prevalência está entre os moradores de bairros com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) médio e baixo.

Diante os números apresentados, a partir da próxima semana, o município vai abrir 555 leitos de Covid e outros 130 de UTI.

Mesmo com índices em alta, São Paulo continua a registrar aglomerações. Na segunda-feira (15/3), todos os municípios de São Paulo, incluindo a capital, entram em uma fase mais rígida do isolamento social.

Últimas notícias