Em novo decreto, Goiânia aumenta limite para ocupação de salas de aula

Documento foi publicado nesta terça-feira (22/6) e aumenta de 30% para 50% o limite de ocupação de salas de aula na capital goiana

atualizado 22/06/2021 21:24

carteiras infileiradas em uma sala de aula vaziaDivulgação

GoiâniaEm novo decreto, publicado em suplemento do diário oficial desta terça-feira (22/6), a Prefeitura de Goiânia divulgou novas medidas de combate à Covid-19 na capital goiana. Entre as novidades, está o aumento da capacidade máxima em estabelecimentos de ensino de 30% para 50%, em todos os níveis (infantil, fundamental, médio e superior). O novo documento, que entra em vigor nesta quarta-feira (23/6), tem validade até 6 de julho.

Conforme o documento, apesar do aumento, continua sendo necessário manter os protocolos contra o coronavírus como: distância de  entre alunos, professores e funcionários e o critério de 2,25 m² por aluno para cálculo de capacidade.

A flexibilização de algumas normas para bares e restaurantes também é uma novidade. Com este decreto fica autorizado o uso de som mecânico nesse tipo de estabelecimento, bem como a apresentação de música ao vivo limitada a dois integrantes, além do número de pessoas por mesa ter subido de cinco para seis ocupantes.

No entanto, segue proibido o consumo no local para pessoas em pé, regra que também vale para panificadoras e padarias.

Outra mudança foi a alteração do valor da multa para quem descumprir as normas sanitárias estabelecidas pelo município. Agora, a infração passou de R$ 4.705,30 para R$ 4.908,10.

Atividades essenciais e não essenciais

De acordo com o decreto, o horário de funcionamento para atividades não essenciais segue das 9h às 17h para estabelecimentos de comércio, galerias e centros comerciais. Para os estabelecimentos de prestação de serviços, o horário previsto é das 12h às 20h.

Shoppings e congêneres podem funcionar em horário normal, entre 10h e 22h. Bares, restaurantes, pit dogs, food trucks e similares, das 11h às 23h. Para distribuidoras de bebidas e lojas de conveniência, das 8h às 22h. Por fim, para lanchonetes, das 6h às 20h.

Números na capital

De acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Prefeitura de Goiânia, foram confirmados 5.253 óbitos e 167.777 casos de Covid-19 na capital. No momento, 15.656 pessoas estão internadas, 6.868 delas em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI).

Conforme o painel on-line da Covid-19 da Secretaria Estadual de Saúde (SES), a taxa de ocupação de leitos de UTI destinados à Covid-19 é de 90,01%, com 77 leitos disponíveis. Já no caso da enfermaria, a ocupação é de 62,19%, com 321 leitos disponíveis.

Mais lidas
Últimas notícias